Por que tanto rancor no seu peito? Mágoas escondidas de um tempo que ficou no passado, que já foi superado pelo seu suposto algoz. Ele já pediu perdão, desculpas, fez retratação em público, mudou o discurso, os pensamentos e até a caminhada para uma vida mais tranquila. Seguiu a história com um aprendizado e a experiência de lidar com os erros cometidos. Mas você insiste em incomodá-lo com sua loucura, seus valores distorcidos, sua perseguição sem motivo. Constata-se que, da boca para fora, você consentiu sua verdade. Disse que o caso estava perdoado. Era fato encerrado. Contudo, não é assim que você se comporta. Estranhas atitudes para quem acredita que está acima de todo mal.

Você pensa que pede a redenção do pecado, porém com a sua agressividade, sua violência psicológica, com palavras críticas e destrutivas, você exige uma punição para um deslize que não passou de um escorregão bobo. Só que você é perfeita, iluminada, cheia de dedos para escrever por todos os cantos que aceitam palavras, apontando ao mundo o erro do outro. Bela mulher empoderada que você se tornou, daquelas que lutam por uma causa jogando pedras no lado mais fraco da sua indignação. Ao invés de acolher a remissão dos pecados, você sente prazer em usar o tridente demoníaco para perfurar a dor até que o corpo não tenha nenhuma gota de sangue. Na sua inocente cabeça, existe até uma auréola, de santa protetora das repulsas humanas, mas você, às escondidas, age como vampira. O que você faz é traiçoeiro. E eu já entendi seu jogo: você quer ser mártir.

Ao longo dos anos, dos tombos, das cuspidas na cara, dos socos e dos chutes escolares, das piadas pejorativas, das risadinhas, do corredor polonês, da soberba contra os pobres, das entrelinhas, das questões familiares, dos preconceitos, das tendências da moda, do politicamente correto e incorreto, aprendi a lidar com o bullying. Tiro de letra, principalmente, esse que você pratica gratuitamente contra alguém que nem te conhece, mas que na escuridão do quarto, pede a Deus, diariamente, a proteção contra os inimigos. Acho que é esse o motivo de você insistir em estar na minha lista. Para você que gosta de usar aspas em citações supostamente ditas por mim, também tenho uma para a sua reflexão: “perdoai-nos as nossas ofensas assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido, e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do Mal”. O bullying me fortalece, por isso agradeço a sua prática. Continue! Afinal, você é mestra no assunto. Do lado de cá, estou protegido pelas forças do Bem.

Sou humano. Erro constantemente. Não quero ser exemplo de perfeição, mesmo tentando andar retilíneo pelas curvas que a Terra faz. Estou aqui para aprender. Sou como uma esponja ávida por conhecimentos, que também filtra o que não deve entrar. Assim, dolorido e chateado, pois não sou um muro, vibro no perdão, no amor e na luz. Fico na paz, um pouco estremecida, mas certo que seu ataque é uma lição para a minha defesa. Continuo entendendo os sinais das provações. Certa vez, Jesus disse para termos bom ânimo porque Ele venceu o mundo. Não sei se nesta existência conseguirei tal façanha com a serenidade que só o Cordeiro de Deus teve. Então, repito o que já mencionei no meu desabafo: só peço ao Cristo, ou para qualquer modelo espiritual de conduta, que me livre de todos os males. Amém.

Juliano Azevedo
Jornalista, Professor, Escritor, Terapeuta Transpessoal.
Mestre em Estudos Culturais Contemporâneos
E-mail: julianoazevedo@gmail.com
Instagram: @julianoazevedo

Compartilhar

Comentários

Veja também

22 de maio de 2019

SALVEM OS CAJUZINHOS

…muitos anos de vida! Viva! Começa a guerra. Tumulto. Empurra-empurra. Cotoveladas. Chute nas canelas. Agressões verbais, nos olhares enfurecidos, nas mãos frenéticas. De repente, quem nasceu com os dois braços se transforma em um polvo imaginário, mas com alcance real. Abraça tudo que consegue carregar. Tapas, farpas, ódio. Boca espumando. A fúria dominando o ambiente. […]

24 de abril de 2019

EMOÇÃO NA GAVETA

O fígado dói. Está com problemas no exercício do metabolismo dos nutrientes. Demonstra seus sentimentos nos exames que diagnosticam os dilemas do colesterol. Triglicérides lá em cima. Cansaço inexplicável, uma cor amarelada na pele, abdômen inchado, dolorido. Pratica esportes, alimenta-se bem, dorme razoavelmente durante seis horas noturnas, sonha pouco. Acha que entende de medicina por […]

11 de abril de 2019

SEMEAR, FRUTIFICAR, COLHER E CUIDAR

Vivemos conectados. Em rede, principalmente pelos meios digitais. Uma mensagem enviada pela internet, rapidamente, se espalha pelo planeta em compartilhamentos frenéticos. Assim, um vídeo, um áudio, um texto viajam por todas as curvas existentes na Terra. Somos ligados por fios, assim como as aranhas e suas teias. E por ondas, por energia, por pensamentos. E […]