Fui desafiado a postar, durante 10 dias, uma lista dos 10 livros que mais marcaram minha história como leitor. Tive dificuldade para me lembrar dos que entrariam no top of mind, pois acredito que minha identidade é formada por tudo que já li durante três décadas, desde quando fui alfabetizado. Escolher os mais significativos foi um exercício de desapego à biblioteca que coleciono, onde gosto de passar o maior tempo quando estou em casa. Quem me lê, ou me acompanha frequentemente no blog e nas redes sociais, sabe que sou um livrólatra, bibliófilo, bookaholic, nerd, quando o assunto é livro.

Ler, pra mim, é um lazer. Leio todos dias. Quatro, cinco, dez obras ao mesmo tempo. Leio no papel, no celular, no Kindle, no banheiro, antes de dormir, ao acordar, estudando, esperando médico, no ônibus. E, por isso, nessa mistura, gosto de ter os livros. Posse para fazer o que quiser com eles: ler quando der, escrever comentários nas laterais, marcar as frases que me impactaram e, claro, encher as estantes da minha biblioteca particular.

No momento, (domingo, 19 de maio, 21h37), cito quais textos estou lendo, nos últimos dias, com mais atenção:

– Mauricio – a história que não está no gibi;
– O Caminho Quádruplo;
– Avalon e o Graal – e outros mistérios arturianos;
– Histórias que os jornais não contam.

E ainda há outras obras que estão espalhadas na mesa de cabeceira da cama, na escrivaninha, na prateleira. Vou lendo o prefácio, a introdução, o primeiro capítulo, esperando o momento ideal para mergulhar de cabeça nessas palavras.

Já me disseram para ler um de cada vez. Contudo, não consigo administrar essa relação, pois acredito que para cada instante da vida existe uma obra relacionada. Livro de banheiro tem de ter capítulos rápidos ou ser de crônicas; livro de viagem de ônibus tem de ter poucas páginas e uma história leve, para não precisar anotar nada; e-books devem ser romances; livros para antes de dormir, as folhas devem ser de papel amarelado, para não cansar os olhos.

Mas vamos à lista:

1 – O Barquinho Amarelo

2 – Cem Anos de Solidão

3 –  A Sangue Frio

4 – Chico Mendes – Crime e Castigo

5 – Ensaio sobre a Cegueira

6 – O Mundo de Sofia

7 – Você pode curar sua vida

8 – O Caçador de Pipas

9 – O Código da Vinci

10 – Na Toca dos Leões

Fiz essa seleção em poucos minutos, buscando alguns fatos do passado para recordar o impacto que cada autor me causou. Tenho outra lista grande para além desses 10 e algumas histórias para contar de cada livro que já li. Vou postando aqui ao longo dos dias que virão.

“Nunca vou parar de comprar livros. Nunca vou ler todos os livros que tenho para ler.
Nunca terei um tanto de coisa que desejo e sonho, mas sempre terei livros”.

Deixe um comentário abaixo: quais livros marcaram sua vida? Temos algum em comum?

 

Compartilhar

Comentários

Veja também

26 de março de 2019

REVIRAVOLTA LITERÁRIA

Antes da virada de cada ano, faço uma lista de livros para serem lidos na fase que virá. São 12 obras, uma por mês, obrigatoriamente. No entanto, permito-me separar outros 12 títulos para leitura paralela. Tenho livro para viagem, para consultório médico, para antes de dormir, para estudar, para ler no silêncio do banheiro. Na […]

06 de maio de 2017

Livros do Juliano: Pé de Abacate e Uniformes

Antes era apenas um sonho, um desejo de me expressar, contando histórias, revelando segredos, compartilhando momentos – meus e dos outros. Relatava os casos em diários. Com a tecnologia, passei a usar um blog na internet. Em seguida, os escritos foram publicados na imprensa. Foram tantos, mais de 150 crônicas, artigos, minicontos. Textos diversos. Ganharam […]